Em nome de Allah, O Misericordioso, O Misericordiador

Arab Health pode gerar US$ 12,3 milhões para brasileiros

Valor é a expectativa de negócios para os próximos 12 meses. A feira do setor de saúde ocorreu em Dubai de 28 a 31 de janeiro e contou com 30 expositores do Brasil.

A feira do setor médico-hospitalar Arab Health pode gerar US$ 12,3 milhões em negócios para a indústria brasileira nos próximos 12 meses, conforme divulgou a Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos (Abimo) nesta segunda-feira (04). A mostra ocorreu de 28 a 31 de janeiro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e contou com 30 expositores do Brasil.

De acordo com comunicado da Abimo, a participação nacional foi uma das mais positivas do projeto Brazilian Health Devices, uma iniciativa da associação e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Os quatro dias de evento resultaram em cerca de US$ 3 milhões em novos contratos fechados pelas empresas brasileiras, além da expectativa de geração de negócios de US$ 12,3 milhões nos próximos 12 meses.

“Muito movimentada desde o primeiro dia, a edição 2019 da Arab Health foi uma das mais positivas dos últimos 17 anos. Todos os nossos associados mostraram-se bastante satisfeitos, principalmente pela qualidade do público presente”, disse Larissa Gomes, coordenadora de promoção comercial da Abimo e uma das responsáveis pela organização do pavilhão nacional, segundo a nota.

O relatório informa também que as marcas brasileiras fizeram 2.155 contatos comerciais ao longo do evento, sendo 74% deles com novos distribuidores e parceiros. “Achamos a feira muito diversificada e encontramos oportunidades interessantes não só no Oriente Médio, mas também em muitos outros países”, disse em nota Marília Braga, gerente internacional de vendas da Truckvan, que trabalha com unidades móveis para a área de saúde.

Os países que mais demonstraram interesse nos produtos brasileiros para saúde foram os árabes Arábia Saudita, Argélia, Emirados, Egito, Iraque, Jordânia, Líbano, Marrocos, Síria e Sudão; além dos não árabes Bangladesh, Índia, Indonésia, Irã, Paquistão, Rússia e Turquia. “A cada ano podemos perceber que a marca Brasil está mais forte e ganhando a confiança dos compradores locais”, acrescentou Larissa Gomes.

O embaixador do Brasil nos Emirados, Fernando Igreja, visitou a Arab Health e as empresas brasileiras presentes. Em nota, ele informou que “a consolidação do pavilhão brasileiro neste que é um dos mais importantes eventos do calendário de saúde do mundo é imprescindível para o fomento à internacionalização da indústria nacional”.

Rosana Bervint de Oliarte, diretora comercial da Russer Brasil, empresa de produtos hospitalares, disse em nota que “a Arab Health soa como a melhor opção de negócios, mas ainda temos grandes desafios para enfrentar”. Ela aproveitou a exposição na feira para lançar um novo produto de seu portfólio, o Endoscópio Flexível Digital Scorpion R1. “Com a mais alta performance, nossos produtos buscam competitividade junto às tecnologias dos outros continentes”, declarou Oliarte.

A empresa Casex participa da Arab Health desde a primeira montagem do pavilhão brasileiro, há 17 anos. “Esse ano superou as nossas expectativas pelo alto interesse do público pelos nossos produtos”, comentou em nota Herman Casella, representante da marca.

A edição de 2020 da Arab Health já tem data marcada, de 27 a 30 de janeiro. O evento reúne anualmente cerca de 4.150 expositores e 84.500 participantes vindos de mais de 160 países.

Fonte:Anba

Obter a certificação Halal
Inspeção islâmica - Siil Halal
TELEFONE+55 (49) 3323.1224
Av. Porto Alegre, 427D
Ed. Lázio Executivo, Sala 702
Chapecó - Santa Catarina - Brasil
CEP:89.802-130
Redes sociais
© Copyright 2018. Todos os direitos reservados.