Em nome de Allah, O Misericordioso, O Misericordiador

SIIL Halal é reconhecido como certificador para a África do Sul

A África do Sul é um dos destinos mais promissores para o comércio com o Brasil nos próximos anos
E, atento a essa demanda, o Serviço de Inspeção Islâmica (SIIL Halal) foi reconhecido como certificador para a África do Sul pelo Conselho Judicial Muçulmano (MJC), que representa mais de 140 mesquitas na região do Cabo Ocidental e atua na certificação halal há mais de 50 anos, tendo sido a primeira autoridade em toda a África.
O Conselho Judicial Muçulmano (MJC) tem sede na África do Sul, com reconhecimento pelas autoridades religiosas islâmicas e pelo Judiciário. O Conselho tem várias divisões e departamentos. A Divisão responsável por Certificação Halal é a “Certificação e Monitoramento” (MJC Halal TRUST).
Conforme o Diretor executivo da SIIL - Serviço de Inspeção Islâmica -,Chaiboun Darwiche, a certificação é para produtos alimentícios em geral. Atualmente, expõe ele, os principais produtos exportados do Brasil para a África do Sul são: carne, açúcar, grãos, entre outros alimentos e produtos. “Já estamos certificando algumas empresas que têm negócios com a África do Sul”, informa Darwiche, citando entre os produtos, as carnes de frango e de bovino.
Chaiboun Darwiche informa que, para conseguir a certificação, o SIIL Halal recebeu uma missão da África do Sul, que testificou pessoalmente a idoneidade do trabalho da empresa. A comitiva, que visitou o Serviço de Inspeção Islâmica em setembro do ano passado foi composta por membros do MJC. Chaiboun Darwiche menciona que a SIIL Halal tem recebido várias missões, o que têm consolidado a sua posição como uma das principais certificadoras do Brasil para produtos halal. Ele explica, ainda, que o termo “halal” significa produto lícito para consumo, ou seja, durante o processo de produção foram respeitados diversos quesitos sanitários e religiosos islâmicos. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU) o islamismo é a religião que mais cresce no mundo, sendo que seus seguidores consomem apenas alimentos halal, conforme os preceitos do Alcorão, livro sagrado do Islam.
Comércio
De 2003 a 2012, o comércio do Brasil com a África cresceu de US$ 6 bilhões para US$ 26,5 bilhões. O continente responde por cerca de 5,7% do total da balança comercial brasileira – é o quinto maior comprador do Brasil, atrás de China, Estados Unidos, Argentina e Países Baixos.
Relatório do Banco de Desenvolvimento da África (BDA), Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e Programa de Desenvolvimento (Pnud) da Organização das Nações Unidas (ONU) prevê para 2014 que a África tenha um crescimento de 5,8%. A África do Sul, especificamente, é a maior economia do continente africano. Em 2010, o seu Produto Interno Bruto (PIB) foi de US$ 357,3 bilhões, com previsão de crescimento de 3,5% para 2011, e crescimento médio de 4% no período de 2011 a 2014, conforme relatório da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil).
O relatório destaca, ainda, que, segundo a classificação do Doing Business, a África do Sul fico na 34ª posição no ranking de 183 países avaliados por sua facilidade para fazer negócios. Em 2010, o mercado sul-africano importou US$ 80,1 bilhões em mercadorias, tendo sido o segundo maior destino de produtos brasileiros no continente africano. O país importou do Brasil US$ 1,3 bilhão de mercadorias. A Apex aponta como principais oportunidades de negócios entre o Brasil e a África do Sul os alimentos, bebidas e demais produtos do agronegócio, como açúcar, carnes de aves e de boi, mate, suco de laranja, farinhas para animais, massas e preparações alimentícas, entre outros.

Assessoria de Imprensa SiiL Halal
siil@islamichalal.com.br

Mais informações no site www.islamichalal.com.br

Obter a certificação Halal
Inspeção islâmica - Siil Halal
TELEFONE+55 (49) 3323.1224
Av. Porto Alegre, 427D
Ed. Lázio Executivo, Sala 702
Chapecó - Santa Catarina - Brasil
CEP:89.802-130
Redes sociais
© Copyright 2018. Todos os direitos reservados.